Como Organizar e Declarar o Imposto de Renda 2017


E lá vamos nós para mais um ano de declaração do Imposto de Renda! Talvez você já faça isso há anos, mas sempre vale relembrar essas dicas, pois para muitas pessoas, essa pode ser a primeira vez. 

O Imposto de Renda Pessoa Física 2017 é válido para quem recebeu rendimentos tributáveis superiores à R$ 28.123,91 em 2016. Mas há outros quesitos também, por isso, confira sempre fontes oficiais que, nesse caso, é a Receita Federal (link AQUI). 

Nesse post, separei algumas dicas para você se organizar e não se desesperar em deixar a declaração para a última hora. Vamos lá?

Fonte: Receita Federal do Brasil
1) Verifique se você tem todos os documentos necessários para a sua declaração como os Informes de Rendimentos da(s) empresa(s) que você trabalhou, dos rendimentos de investimentos que você tem (mesmo que seja a poupança), rendimentos dos créditos da Nota Fiscal Paulista, etc. 

Caso você não tenha recebido, já solicite para a(s) empresa(s) e para os demais casos, você pode conseguir pela Internet mesmo. 

2) Separe uma pasta física ou no seu computador para salvar todos os documentos da declaração. Assim, você encontra num lugar só o que você precisa sem perder tempo procurando. 

Documentos separados, então mãos à obra! 

3) Baixe e instale o programa para inserir as informações e enviar a declaração. Diferente dos anos anteriores, em que precisávamos baixar 2 programas, dessa vez, é necessário apenas um (ufa!). 

Fora que você pode fazer isso no seu computador ou até mesmo no celular (link AQUI).


4) A declaração não é um bicho de 7 cabeças, mas se houver qualquer dúvida, o melhor a fazer é procurar um contador. Você não quer correr o risco de cair na tão temida 'malha fina', por ter lançado uma informação de forma incorreta ou ter deixado algo de lado, não é mesmo? 

Malha fina é quando a Receita pega casos em que alguns dados não batem e quando, realmente, a declaração não procede, eles aplicam uma multa. E a multa é pesada...

5) Declaração enviada? Salve o recibo de entrega e também os registros da declaração. Você pode imprimir, como também salvar em pdf ou em arquivo da própria Receita, para importar os dados no próximo ano. Assim, você tem uma base de dados para consulta e tem menos trabalho também nas próximas declarações. 

Eu faço isso há anos e me ajuda muito a fazer as declarações seguintes. 

Importante! As declarações podem ser enviadas até o dia 28 de Abril. Há mais de 1 mês para você se organizar e declarar, mas aproveita esse tempo para não correr depois e acabar estressado com o 'congestionamento' de envios em cima do prazo. 

Espero que eu tenha te ajudado de alguma forma! 

Beijos e até a próxima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar sem utilizar um login do Google basta usar a opção Nome/URL.
;)