(Série) Como cortar gastos - Tarifas Bancárias


Se eu te perguntar agora, sem consulta nenhuma, você saberia dizer quais são as tarifas bancárias e quanto você paga por mês? 

Pode parecer bobagem, mas se tem uma coisa que o banco sabe fazer muito bem é cobrar tarifas bancárias e por qualquer coisa. No final do mês, se não acompanharmos com frequência o extrato da conta e os cartões de crédito, o montante pode ser grande. 

Por isso, neste post, sugiro que você revise as seguintes tarifas, não só para se assegurar que nada tem sido cobrado a mais, mas também para negociar com o gerente ou operadora do cartão de crédito um desconto para redução das tarifas.

1) Pacote Mensal de Tarifas da Conta Corrente

Claro que os benefícios da sua conta depende muito do relacionamento que você tem com o banco, mesmo assim, procure saber quais são os serviços que constam na mensalidade e se compensa. Senão, converse com seu gerente para reduzir essa tarifa.

Há um serviço que os bancos não divulgam que, se você não vai às agências e resolve tudo pela Internet, você pode pedir para migrar a sua conta para um Banco Digital e assim, fica isento dessa mensalidade.

Sabia disso?

Mas analise antes se isso vai compensar para você, senão a tarifa cobrada por cada vez que você vai ao banco fica maior do que uma mensalidade.


2) Anuidade Cartão de Crédito 

Primeiro, se você tem mais de um cartão de crédito, provavelmente, você paga mais de uma anuidade. Economize nisso, centralizando seus gastos num cartão só. Falei mais sobre esse controle das finanças neste post "Não tenho controle dos meus gastos. O que eu faço??"

Segundo, todo final ou início de ano é a mesma história para mim: ligo no Atendimento da operadora de cartão para negociar a anuidade.

Se deixar, eles cobram um absurdo e já cheguei a conseguir a isenção da tarifa ou reduzi-la à 1/4 do valor cobrado.

Só uma dica: seja paciente. Dependendo do atendente, o pedido é rapidamente processado. Senão, vão rebater com vários motivos da cobrança que estão fazendo para tentar te convencer, mas sempre há a alternativa de solicitar a redução da anuidade.


Espero que tenha gostado da dica de hoje. Se tiver qualquer dúvida ou precisar de alguma ajuda, deixa nos comentários aqui do blog ou das redes sociais que respondo assim que eu puder, combinado? 

Beijos e até a próxima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar sem utilizar um login do Google basta usar a opção Nome/URL.
;)