Testei - Poltronas D-Box do Cinemark


Pelo menos para mim, ainda não é comum ouvir que alguém foi ao cinema para assistir um filme nas poltronas D-Box. 

Como eu e o marido ganhamos dois ingressos cortesia para uma sessão na sala D-Box, aproveitamos para fazer o teste assistindo o filme "Independence Day: O Ressurgimento" em 3D, pois sabíamos que teria muitas cenas de ação e vim contar aqui as minhas impressões.

Como Funciona
As poltronas D-Box simulam movimentos, com o intuito de causar a impressão de fazermos parte do filme. Não há uma sala só para estes tipos de poltronas. Normalmente, há só uma sala com apenas 2 à 5 fileiras, dependendo do tamanho.

Fonte: Veja SP
Quando você compra o ingresso, a poltrona é ativada, ou seja, se você comprar ingresso para uma cadeira normal e sentar numa D-Box, a poltrona não vai funcionar.

E cada poltrona tem um controle de intensidade que vai do nível 1 ao 4. No início, coloquei no nível 3 para sentir como seria, mas depois pensei "Já estou aqui mesmo, vou colocar no nível 4 logo!". E deu diferença, viu? rs

Fonte: Odisséia no Cinema
Neste vídeo, você pode conferir um pouco também sobre como funciona.


Quanto Custa
Segundo o próprio site do Cinemark, em Julho/2016, os preços vigentes são os seguintes:



Vale a Pena?
Como o preço é mais alto em comparação a uma sessão normal (em torno de R$ 30,00 aos sábados, domingos e feriados), talvez compense ir uma vez ou outra, dependendo muito também do filme que você vai assistir. Se for um filme mais tranquilo, acho que não compensa. 

Como eu e o marido gostamos muito de filme de ação, nós amamos a experiência! E por ter sido uma sessão 3D, a impressão que estávamos em meio às cenas era ainda maior! 

E você já assistiu um filme nessas poltronas D-Box? O que você achou desta experiência?

Beijos e até a próxima! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar sem utilizar um login do Google basta usar a opção Nome/URL.
;)