#PallomaVaiSecar: trabalhando com a realidade


Oi, meninas! Tudo bem?

Nestes dias trabalhando em casa, me deparei com algumas anotações da época em que eu comecei o meu processo de emagrecimento. Algumas coisas eu fiz, outras não. O que chega a ser óbvio, né? O plano era perfeito, se eu o tivesse executado com maestria, não estaria aqui no meio do caminho. 

Olhando aquilo, eu tomei consciência de uma coisa que eu já sabia e estava até desdobrando. Lembram dos remédios que a endocrinologista me passou há alguns meses? E que custaram uma fábula? Então, eu não tomei. Não porque eu tenha dinheiro pra rasgar ou não confie na opinião da médica, vai ver eu reciso mesmo. 

Mas, é preciso trabalhar com a realidade. Eu não tentei de tudo até chegar nos remédios. Eu nunca fiz uma semana inteira de exercícios. Eu nunca passei mais que uma semana sem comer um docinho num momento de pânico. E, na minha cabeça, remédio sempre foi a última instância. E eu ainda tenho uns recursos para impetrar na vida antes de chegar ao Supremo. 

E como a cabeça da gente é muito complexa e incrível, ela me sabotou no caso dos remédios porque sabia que eu não tinha feito tudo o que devia. Quando falo que não é uma luta contra a balança, que é uma luta contra a minha própria cabeça, vocês devem acreditar! Rs. 

Feito isso, cacei os remédios na casa. Ainda estão na validade e já que eu paguei, vou tentar tomar pelo menos o que me ajuda a ter mais disposição. Afinal de contas, a fatura do cartão está paga. Coincidência ou não, esqueci de marcar a endocrino neste mês. Acho que a minha cabeça esta querendo que eu entenda de uma vez por todas que ou eu enfio a atividade física na minha rotina ou vou ter que lidar com o fracasso deste processo. Sim, eu sei que já fiz muito. Só que o nome do negócio e #PallomaVaiSecar, não #PallomaVaiDesinchar.

O que eu vou fazer com todas essas conclusões, eu ainda não sei. De verdade, espero fazer alguma coisa com elas. Tomar vergonha nessa cara linda é uma opção muuuuuuuuuuuito viável. 

Semana que vem eu volto. E vou ter voltado do Rio! Pensa numa pessoa que está ansiosa para chegar no seu lugar favorito no mundo e que nem foi e já está com peninha de voltar. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar sem utilizar um login do Google basta usar a opção Nome/URL.
;)