Explorando São Paulo: Cão Véio


Oi gente!

Esse é o primeiro Explorando São Paulo aqui do blog que precisa ter uma trilha sonora. E eu explico porque logo, logo. Enfim. Aperte o play aí e venha conhecer um dos bares mais legais que já fui na cidade!


(Porque essa é uma das minhas favoritas do CPM 22)

Minha ida ao Cão Véio foi de pura sorte. Juro! Era um sábado daqueles dias mais frios que São Paulo já enfrentou (com temperaturas abaixo de 10°C, lembram desses dias? Deusolivre!). A gente queria sair pra dar uma volta e, com sorte, comer alguma coisa diferente. 
Já havíamos, o noivo e eu, manifestado o desejo de conhecer o Cão Véio, mas as longas esperas pra conseguir uma mesa - conforme relatos e devido à fama dos sócios famosos - sempre nos impediu. Mas, esse dia em específico, passamos em frente e aparentemente não tinha ninguém na espera.

Foi quase isso.

Uma espera pequena de uns 20 minutos e uma mesa na parte externa e voilà.

A casa


Pensa num ambiente legal. Tem cara de pub, com decoração maneira e trilha sonora (rock, claro) impecável. Mas não é a toa. Os sócios, Badauí (do CPM 22), Henrique Fogaça (do Sal Gastronomia e do MasterChef) e Marcos Kichimoto inauguraram o bar em 2013 e, com sorte, é provável que você os encontre por lá.
Só tenho que discordar de uma resenha que li no Estadão, que diz que é um bar para homens (por conta dos drinks a base de Jack Daniel's). A carta de bebidas vai muito além dos drinques com Whisky - pra começar a carta de cerveja, que inclui até rótulos próprios. É um bar pra quem curte bar - inclusive pra quem não bebe. Os petiscos que o digam.

Nosso pedido

A ideia era mesmo comer um petisco. Mas a casa também tem em seu cardápio almoços, mini porções e hambúrgueres (inclusive no site deles é possível dar uma olhada no cardápio com os preços - o que, cá pra nós, é maravilhoso!). Pedimos o Santo Mar, que consiste em Pargo empanado e batata doce rústica, sálvia e maionese de dill com limão e, para beber, a CPM 22 Beer.


Considerações

Sério, achei a comida espetacular! Eu não sou a maior fã do mundo de batata doce, mas essa estava tão diferente que eu comeria 6 quilos dela numa sentada. A decoração e o ambiente do bar são mega legais - embora as cadeiras da área externa não serem de extremo conforto. Mas é um mimimi que dá pra ser superado, nada que diminua a qualidade do lugar.

Não achei um bar caro - os preços das bebidas e do que comer não fogem muito aos preços praticados na região - apesar do cardápio diferenciado!
Eles também servem almoços que eu quero muito experimentar. Enfim. Aprovado!!

O Cão Véio fica na Rua João Moura, 871 - e não abre aos domingos. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar sem utilizar um login do Google basta usar a opção Nome/URL.
;)