#PallomaVaiSecar: o reajuste




Antes de qualquer coisa, mil desculpas por não ter postado na semana passada. Estava tão imersa em outras atividades, que esqueci de postar no feriado. Espero que vocês estejam cheios de saudade e que me perdoem por este lapso.  Então, vamos logo ao que interessa!

Estou a 20 dias da minha viagem ao Caribe. Ou seja, estou a 20 dias de passar uma semana de biquíni. Quando eu fechei a viagem, ainda não tinha tomado a decisão de emagrecer. Mas como toda mulher, o que inclui as minhas amigas magras que vão comigo, gostaria de dar uma secada para a minha viagem. Nada de barriga tanquinho, bunda na nuca ou bíceps firme. Só tinha dois desejos simples: não usar cintas modeladoras por baixo dos vestidos e não precisar usar bermudas por baixo das saias. Quem tem barriga que senta no colo e coxas que assam, vai me entender. 

Mas, eis que estou aqui com a realidade dos fatos. Entre as derrapadas e o descontrole total, perdi quase dois meses de dieta. As minhas idas à academia ainda são esporádicas, tem semana que eu vou duas vezes e depois fico duas semanas sem ir. Até o stiletto, que eu amo de paixão, foi boicotado por semanas porque apareceram abacaxis para eu descascar de última hora. Agora vou pagar o preço. Sim, eu ainda vou ter que usar as cintas se não quiser parecer estar com uma pochete por baixo dos vestidos e vou ter que usar as bermudinhas para evitar o uso de Hipoglós nas águas do Caribe. 

Estarei feliz da vida, este ano foi cheio de desafios pessoais para mim e não ter desistido d a minha viagem dos sonhos é um presente e tanto. Estarei maravilhosa, como sempre, porque beleza não tem nada a ver com manequim. E estarei com essas duas peças na mala para lembrar que a ansiedade só me traz prejuízos e que preciso mantê-la sob controle sempre. 

Mas não pensem que só vou retomar a dieta quando voltar do Caribe, viu? Qualquer medida que eu perder até lá, qualquer redução no abdômen e nas coxas me interessa muitíssimo! Eu não tenho ilusões quanto a perda de peso neste período, mas se eu tenho três semanas para estar na linha, porque não? Foco na missão!

Se tem uma coisa que aprendi nestes dois anos de Mary Kay é que não se desiste de uma meta, a gente só dá uma nova data para ela. Então, eu que tinha a meta de chegar ao meu peso ideal em outubro, estou oficialmente estendendo este prazo para dezembro (depois preciso ver com a Patti se ela vai me quer como hóspede aqui até lá!).

Vou chegar em outubro com pelo menos metade da missão cumprida. Já não sou mais obesa, perdi metade do peso que me propus a eliminar, melhorei todos os meus índices clínicos, como glicemia, colesterol e circunferência abdominal. E isso é muita coisa! 

Podia desistir por não estar seca para uma semana no Caribe, mas o que importa é que estou mais saudável todos os dias para a vida. Só que eu trabalho com a realidade. Hoje eu estou com sobrepeso, ou seja, se engordar um pouco, volto para a obesidade. Por isso, a meta ainda é secar. Vou afastar de vez o fantasma da obesidade da minha vida.

Quero muito, na semana que vem, escrever como foram as minha cinco visitas na academia em uma semana. Só espero conseguir vencer a preguiça - de malhar e do ambiente da maromba. Falando bem sério agora, se algum personal trainer quiser me adotar e me usar como case de sucesso, estou aberta a negociações! Rs. #pidona


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar sem utilizar um login do Google basta usar a opção Nome/URL.
;)