Higiene do sono


Olá!!

Quem me acompanha há algum tempo já sabe que eu sofria com uma insônia absurda. Passava noites e noites em claro. E, com isso, tudo diminuía: meu humor, meu rendimento... Enfim!
Cheguei a todos os extremos que alguém pode chegar. Fiz uma porrada de exames (que, graças à Deus não deu nenhuma alteração) e fui diagnosticada com "distúrbio do sono".



E, para a minha surpresa, isso é mais comum do que se imagina.

Primeiro, vamos entender o que é o distúrbio do sono:
A insônia se caracteriza por dificuldade em iniciar o sono, ou por acordar durante a noite com dificuldade para voltar a dormir com consequências no dia seguinte. Muitas vezes, ocorre a sensação de sono não reparador, de má qualidade, com cansaço diurno. Outras consequências da insônia em longo prazo são irritação, dificuldade para se concentrar ou de memória, sintomas de depressão, entre outras.

E, ao passar na consulta, a médica me receitou um remédio "caso eu sentisse a real necessidade de um" e, para minha surpresa, me 'receitou' apenas mudanças de hábitos. Obviamente, eu duvidei que apenas a mudança de hábito me faria dormir melhor. Mas, mesmo contrariada, segui à risca o que a médica disse. E não é que funcionou?
O que eu mudei nos meus hábitos:
  • Passei a levar um pouco mais a sério o lance de exercício físico, porque isso faz mesmo muita diferença. E o esquema é se deitar para dormir apenas 1h30 depois que o exercício acabou;
  • Aliás, outra dica que eu achei que fez a maior diferença, é não fazer mais nada na cama a não ser dormir. Nem ler, nem ver tv... Assim, seu organismo ficará condicionado a relaxar naquele ambiente.
  • Fui mais além e, por conta própria, passei a não frequentar mais meu quarto depois do escurecer. Sério!
  • Outra dica bacana é tomar banho apenas na hora que for deitar. Isso foi o passo que eu tive mais dificuldade: chegava em casa e a primeira coisa que eu fazia era justamente tomar banho. Só que, o banho quentinho, relaxa. E quando você toma banho minutos antes de dormir, seu sono vem mais relaxado.
  • O jantar passou a ser leve e massas e doces a noite ficaram extremamente proibidos. Isso no nosso organismo é açúcar e açúcar é, adivinha só, energia. E bebidas como café, refrigerantes, chás, chocolates foram abolidos. Ou, pelo menos, à noite.
  • Uma leitura leve e evitar ver programas de TV violentos a noite também ajudam a ter um sono mais tranquilo, desde que tudo isso não seja na cama. E criar um hábito de ir para a cama sempre no mesmo horário - ou em horários aproximados.
Lógico que uma consulta ao médico é imprescindível. Caso você apresente qualquer sintoma do distúrbio do sono, o melhor a fazer é sempre procurar ajuda médica
O intuito desse post é ajudar todos a terem uma noite de sono melhor, tendo o distúrbio ou não. E apenas mudanças simples na nossa rotina pode mesmo apresentar resultados chocantes.

E o meu caso? Bom, coloquei tudo isso que está aí acima na minha 'nova rotina de vida' e, olha só, não tomei o remédio nenhum dia. E, para minha surpresa (e para me fazer pagar a língua, lógico), tenho dormido maravilhosamente bem todas as noites.
Claro que, não sou de ferro e vez ou outra quebro algum desses itens (ver tv na cama antes de dormir, é o que eu mais faço). Aí já sinto na hora o sono mais difícil.

Então, tente fazer apenas mudanças de hábito simples e me conte se você não passou a dormir melhor. :)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar sem utilizar um login do Google basta usar a opção Nome/URL.
;)