Você convive com alguém que tem depressão?


Oiê! 
Hoje eu venho falar de um papo super sério: você sabe lidar com alguém que luta contra a depressão?


Vou, resumidamente, contar a minha história com a doença: fui diagnosticada pela primeira vez com depressão aos 11 anos. Mas, naquela época (e sendo sincera, até hoje), nem eu e nem minha família sabia se era depressão mesmo - muito menos como lidar com ela.
A situação foi se arrastando ao longo da vida aité que, aos 20, tive um "pico" (se é que posso chamar assim) que me levou a desistir de tudo - até de viver mesmo. Eu me afastei do trabalho e, pouco depois, pedi demissão, faltava nas aulas, não queria ver meus amigos e nem estar no convívio da minha família.
Eu só tinha uma vontade: chorar, compulsivamente, por horas. 
Acabei desistindo tanto das coisas, que me prover do maior prazer humano, que é comer. E eu, que pesando hoje 45 kg já sou um palito, passei a pesar 36 kg. E carregar comigo mais um distúrbio: a anorexia nervosa (não que eu me olhava no espelho e me achava gorda, não é isso! Eu simplesmente tinha perdido a vontade de comer).
Graças a Deus e a um longo tratamento, com remédio e terapia, consegui superar essa fase dark da vida. Porém, no processo de recuperação, eu ouvia algumas coisas que só me deixavam mais pra baixo. Com certeza, eram frases de pessoas que só queriam ajudar, mas não sabiam como.

Por isso meu intuito desse post é ajudar a você a lidar com alguém que passa por esse problema, na visão de alguém que sofreu isso na pele. Vamos lá: 

Primeiro, a pessoa precisa de muita, mas MUITA compreensão. Se você entender que a pessoa não escolheu ser depressivo, já é um bom começo.

Segundo, você deve conter a emoção e evitar ao máximo as seguintes frases (e eu vou explicar como eu me sentia quando ouvia cada uma delas):

"Você tem tudo, não tem motivos pra ser deprimido" - "Eu sei disso", eu pensava. Eu sempre olhava pra pessoa com aquela cara de "cê acha que, se eu pudesse escolher, eu ia escolher ser triste?". 

"Todo mundo tá lidando com a vida, por que você não pode?" - Porque eu não conseguia, Eu não sabia como. Era como estar num labirinto - e precisando seriamente que alguém me ajudasse a sair dele.

"Outras pessoas estão com problemas maiores que o seu" - Infelizmente, o problema das outras pessoas não resolvia o meu. Nem o de ninguém. Frase totalmente desnecessária.

"Só depende de você" - essa era a frase que eu mais ouvia e que mais doía. Eu me sentia uma inútil: o negócio só dependia de mim e eu não conseguia? Eu não conseguia porque dependia de mim, sim. Mas não dependia de mim: dependia também de um tratamento adequado.

Eu imagino que, nos meus períodos de crise, era tudo tão difícil para as pessoas ao meu redor quanto pra mim. Não acredito que essas frases e tantas outras foram ditas pra me julgar ou pra me agredir. Acho que foi por não sabe lidar com a situação mesmo.

Não tenho vergonha da minha história e nem receio de expor esse período da minha vida. Da mesma maneira que também não fico com raiva ou ressentida por conta de tudo que me aconteceu. Muito pelo contrário, sou muito agradecida a Deus por me fazer passar por isso, porque ajudou a me tornar a pessoa que eu sou hoje.

O depressivo não precisa de agressão, só de compreensão. Combinado?


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para comentar sem utilizar um login do Google basta usar a opção Nome/URL.
;)