Fala Patti: Tempos de Escola


Oooi gente!
Tudo bem?

Fala Patti de hoje com um dos temas que eu mais gosto de puxar nas conversas: como a gente era nos tempos de escola!
Minha vida no ensino fundamental era super nômade. Por diversas razões eu vivia mudando de escola e era muito, mas muito difícil quando isso acontecia. Eu já não era a pessoa mais comunicativa do mundo e entrar quando as panelinhas já estavam super formadas era difícil.
O ensino médio foi importante para mim por essa razão: seria o único ciclo que eu ia começar e terminar junto com todo mundo na vida!

Como eu já falei aqui no blog, eu tinha altos complexos naquela época por conta do meu peso. Como eu era muito magrinha, ia sempre com blusa de frio pra escola e com uma legging debaixo da calça do uniforme. Hoje quando olho pra trás acho isso uma besteira, por tenho uma visão de que pouco me importa o que as pessoas vão pensar a respeito do meu corpo. Mas, na adolescência, não era bem assim que a banda tocava.


O ensino médio foi a época de escola que mais me marcou, por mais que eu ainda tenho contato com algumas pessoas do fundamental e sempre lembro da época com carinho.

Não sei se é de conhecimento da maioria, mas a Akemi e eu nos conhecemos no ensino médio. Nossas mães se conheceram antes da gente, na fila da matrícula (!) e, quando chegou em casa, minha mãe disse "olha Tita... Faz amizade com a Rejane, ela é japonesa, filha da Teresa". Lembro que eu olhei pra minha mãe e pensei "alô mãe! Não é assim que funciona!". Curiosamente, foi a mesma Rejane a primeira pessoa que fiz amizade na escola, que curiosamente era da minha sala e se tornou uma das melhores amigas. A vida é muito louca!

Pensando nisso, a Akemi e eu gravamos uma TAG que tem tudo a ver com a gente: os tempos de escola!



As perguntas da TAG são:

1. Quem era você na escola, como você era? E como era sua escola?
2. Qual era a sua tribo?
3. No recreio, onde era mais fácil te encontrar?
4. Já namorou ou ficou com alguém da escola? Foi dentro ou fora da escola?
5. Já fez alguma coisa escondida ou contra as regras? Já cabulou aula?
6. Se lembra de alguma modinha que você seguiu?
7. Qual foi o melhor e o pior dia?
8. Se envolveu em algum tipo de briga ou movimento/protesto?
9. Sua escola tinha alguma lenda, tipo loira do banheiro? Você tinha algum medo na escola?
10. Sofreu ou causou bullying em alguém?
11. Como era a sua performance em apresentações da escola? Curtia?
12. Do que você mais lembra desse tempo? Quais as coisas que mais te trazem lembranças?
13. Teve algum professor(a) ou funcionário que te marcou?
14. Se você pudesse voltar no tempo, o que diria pra você mesma naquela época?

Não é por nada não, mas gostei tanto desse vídeo que já o considero o meu preferido no canal. Vai por mim, vale o view! Olha só:


Que saudade!! Que época boa!
Espero que vocês tenham gostado do vídeo de hoje - e do nosso encontro frente às câmeras! ;)
Não se esqueça de se inscrever no canal pra não perder nada, tá?

Beijão e até mais!



7 Passos para Você Planejar o Seu Casamento


Antes de fechar a data ou comprar/alugar o seu vestido de noiva, um planejamento financeiro pode evitar dores de cabeça ou aqueles sustos com gastos que nem imaginamos quando o assunto é casamento. 

Cada casal planeja de uma forma esse momento especial: festa grande, festa pequena, na igreja, em casa, no campo, enfim, há várias maneiras de celebrar esse momento. 

Neste post, eu vou compartilhar o que eu e o marido fizemos com relação à organização financeira para realizarmos o nosso casamento, ou seja, é uma sugestão. Você escolhe o que achar melhor para o seu caso, combinado?

Fonte: Blog Compara Bem
1) Converse com o seu companheiro ou companheira o que vocês desejam para o casamento 

Nessas horas, é muito comum ouvir "deixei ela escolher tudo, porque é ela quem mais quer isso". E não é verdade! Ambos têm as suas vontades, mas um abre mão por ser o caminho mais fácil.

Para depois evitar qualquer questionamento posterior, conversem sobre o que, de verdade, vocês dois desejam para esse momento. 

2) Façam a lista de convidados 

Sim, mesmo que vocês não tenham previsão para casar ou que levará 5 anos para isso acontecer, fazer a lista de convidados te dará uma noção do tamanho da festa e quanto você precisará gastar com isso. 

Pronto! Vocês já definiram o tipo e o tamanho do casamento. 

3) Pesquisem todos os fornecedores que precisarão para realizar a festa que definiram e peçam indicações para a família e amigos

Indicações, nessas horas, são essenciais para evitar dores de cabeças com empresas e não tenham preguiça para pesquisar. Acredite: o Google vai virar o seu melhor amigo até lá rs

4) Peçam orçamentos para as empresas mais indicadas ou que mais gostarem

Obs.: peçam também as condições e formas de pagamento.

5) Coloquem todos os gastos, o quanto ganham por mês e os investimentos numa planilha

Calma! O valor assusta mesmo, independente do tamanho da sua festa, mas juntando tudo é que vocês saberão se cabe no bolso ou não. 

6) Com base nesse total, vocês conseguem definir a data do casamento

Por isso sugeri as condições e formas de pagamento no item 4 e não quer dizer que vocês não possam definir a data antes, mas assim, vocês vão saber com mais precisão, não só quanto vão precisar gastar no total, mas também o quanto conseguirão pagar por mês até lá. Por exemplo:

Mês do Casamento: Set/2018

Buffet                                   R$ 5.000,00
Condição de Pagamento      20 parcelas
Parcela Mensal                    R$    250,00

Salão de Festas                    R$ 1.000,00
Condição de Pagamento      6 parcelas
Parcela Mensal                    R$    166,67

Vamos supor que vocês queiram fechar estes serviços em Fev/2017:

Fev à Jul/2017                    R$    416,67 (mensal)
Ago/17 à Set/18                  R$    250,00 (mensal)

Um detalhe importante: este é o orçamento só do casamento. Ainda há a moradia (compra ou locação), móveis, novas contas, etc.

O dinheiro não vai dar? Façam ajustes dos detalhes da festa ou no prazo. Tudo dá-se um jeito. É uma questão de negociar =) 

7) Atualizem sempre a planilha de orçamento para que vocês possam acompanhar o andamento das suas finanças 

Sempre que eu e o marido temos algum objetivo grande pela frente, conversamos muito e a qualquer hora. Por que gostamos do assunto? Talvez, mas acima disso, é por questão de segurança mesmo. 

Dica Bônus! Sugiro que não fechem contratos com mais de 1 ano com as empresas, principalmente com empresas pequenas ou com pouco tempo de mercado. É uma forma de evitar furos no dia. 

São muitos detalhes? Sim. É fácil? Não. 

Mas se você não quiser começar uma vida à dois no vermelho, planejar é essencial! 

Por isso, montei uma planilha básica para você baixar e fazer as alterações conforme o seu caso. É uma sugestão, mas que abrange tudo isso que conversamos aqui. Baixe a planilha AQUI!

Desculpe o texto longo, mas não queria deixar o conteúdo dividido para, quem procurar a respeito, ter tudo num lugar só. Espero que tenha gostado!

Beijos e até a próxima!



Testei: Óleo Iluminador Corporal Sève - Natura


Ooi gente!
Tudo bem?

Hoje é dia de resenha!!
Eu adoro iluminadores corporais, principalmente para usar a noite e talz.
Vou falar um pouquinho sobre o óleo iluminador corporal, da linha Sève da Natura! Vamos lá?


Esse eu ganhei de presente de amigo secreto (muito obrigada, Ju! Eu amei!!) e sinceramente eu não conhecia esse produto. Por isso que logo eu fiquei super curiosa e doida para testar.
Eu já uso o óleo desodorante corporal, dessa mesma fragrância Amêndoas Douradas, há bastante tempo e adoro. Tenho a pele do corpo normal e amo usar os óleos de banho porque os acho mega hidratantes - e já resolvo a questão 'hidratação' debaixo do chuveiro mesmo.


Esse em específico não é um óleo para o banho e sim um iluminador. Ele tem umas partículas de brilho (glitter, talvez?) bem fininhas, que deixa um 'glow' bem discreto na pele. Mas quando digo que é bem discreto, é porque é bem discreto MESMO!! Já usei iluminadores corporais que me deixavam com o aspecto Globeleza e, juro, não é o caso desse! Ele deixa um brilho na medida: nem demais e nem imperceptível.
Dura bem na pele, por mais de 6 horas, e não deixa a pele oleosa se espalhar bem.

Tentei fazer uma foto da minha pele com o produto. Olha só como é discreto:



Geralmente o uso quando saio a noite, nos braços e nas pernas. ;)

Infelizmente, não encontrei no site da Natura informações sobre preços e disponibilidade desse produto se comprado separado, só o encontrei para a venda num kit. Mas acredito que nos pontos de vendas físicos da Natura tenha. Vale a pena consultar uma revendedora!

Espero que tenham gostado da resenha! Bora brilhar, minha gente!!
Beijão e até mais!