Com a palavra | Crônica do Amor


"Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta.
O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar.

Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais.
Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.
Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.

Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco.
Você gosta de rock e ela de chorinho, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no ódio vocês combinam. Então?

Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não consegue despachá-lo.

Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita na boca, adora animais e escreve poemas. Por que você ama este cara?

Não pergunte pra mim; você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.

É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucura por computador e seu fettucine ao pesto é imbatível.

Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desse, criatura, por que está sem um amor?
Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados.

Não funciona assim.

Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível.
Honestos existem aos milhares, generosos têm às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó!
Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é! Pense nisso. Pedir é a maneira mais eficaz de merecer. É a contingência maior de quem precisa".




[Com a palavra é uma tag do blog destinada a pequenas crônicas de escritores que eu gosto. Toda semana uma crônica diferente. Sempre coloco os créditos do texto e onde encontrar mais sobre o autor, clicando no nome dele]



Fala Patti: VOLTAMOS! Voltamos?


Ei gente!
Tudo certinho por aí?

Faz exatamente 18 dias que não postamos nada por aqui. Para nós, que desde o começo do blog nunca demos essa pausa tão longa, é tipo uma eternidade.
Poderíamos sim dar aquela explicação enorme e detalhada do porquê do sumiço, mas eu acho que muito se explica através do meu último 'Fala Patti': sabe aquele tempo em que é preciso às vezes? Então.

Como eu disse, no mês de abril passamos por uma perda aqui em casa e todo o meu trabalho de abril passou para maio, que eu não estava conseguindo render no ritmo normal. Aí tudo foi acumulando e ENFIM! Não deu mesmo para postar nesses dias e por isso eu peço desculpas.

{Eu ainda estou preparando um vídeo bem legal para o aniversário do blog que foi agora em maio, por esta razão eu nem vou abordar esse tema nesse post aqui, tá? :)}

Acontece que, não sei vocês, mas eu sinto muita falta do blog. Muito pelo fato daqui - e principalmente essa coluna - ser a minha válvula de escape, onde eu abro meu coraçãozinho e também pelo fato de, com o blog, eu me não me sento tão sozinha aqui no meu home office.

Acredito que agora as coisas por aqui já estejam pelo menos um pouco mais organizadas e eu mais animadinha a voltar a postar por aqui. E pra gente voltar de onde paramos, fiz um pequeno compilado de coisas que andei fazendo nesses dias em que andei sumidinha:

Participei de mais uma corrida

Vocês lembram que no começo do ano eu participei da Disney Princess Magical Run e até fiz um vlog mostrando tudo? Desta vez, participei da ICESP Run - que teve a renda revertida para o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo. Sério, foi uma conquista - mesmo com meu rendimento ter sido menor do que na corrida anterior. Mas estava friozinho, tava chovendo e mesmo assim eu consegui terminar todo o percurso, que foi de 5k. Já quero ir em outra (a meta no começo do ano era uma prova durante esse ano inteiro... Agora mudou para quatro provas!).



Fiz uma pequena Frida de feltro

De vez em quando, eu preciso criar alguma coisa fora das encomendas, senão fico doidinha. Aí eu estava assistindo um documentário sobre a Frida Kahlo e me lembrei que eu tinha um molde que eu deixei separado para fazer quando eu quisesse fugir das encomendas. E não é que fez o maior sucesso?



Assisti todos os realitys shows culinários possíveis

Sim, decidi encarar a realidade de que esse é o meu vício. Talvez não tenha nada (mas nada mesmo) que eu goste mais de assistir do que competições culinárias. Será que isso é por conta da minha frustração de vida de não saber cozinhar? 
Meus preferidos são os dois mais famosos: o MasterChef da Band e o The Taste Brasil da GNT. AMO!!

Acho que aprendi a lidar com o cabelin

Fiz um babyliss bem podrinho na parte que é mais comprida, deixei esfriar e escovei o cabelo. Para dar aquela segurada, eu passei o Small Talk da Bed Head e... gostei do resultado! Já fiz isso três vezes e tem dado certo! Juro, esse foi um super ponto alto nesses dias!


Habemus mais uma hamburgueria preferida

Por muito tempo, meu lugar preferido do mundo era o Tiozão do Hambúrguer, porque o lanche era bom e o preço era justo. Acontece que, ou o Tiozão aumentou o preço, ou o Bullguer chegou chegando também nesse quesito. Hoje, quando falo que quero comer um hambúrguer, minha cabeça já pensa no Bullguer. A única coisa que me deixou chateadinha foi descobrir que algumas coisas mudam de uma loja pra outra - fui na unidade da Vila Madalena e lá o refrigerante não era refil e vinham te atender na mesa. Mas fora isso, o lanche é absurdo de bom!



E me senti culpada...

... Por não dividir aqui essas coisinhas no momento em que elas aconteceram, como eu faço sempre. Espero que entendam e que tenham sentido nossa falta também! <3

Não gosto de ficar prometendo que agora vamos voltar a postar com a mesma frequência de antes, porque acredito de verdade que não é essa a relação que nós, você leitor e eu, temos. Mas quero de verdade voltar com a minha dedicação total a este espaço, como sempre foi, porque aqui é o meu lugar! <3  

Obrigada por estar aqui! Obrigada por permanecer! 
Um beijão e até mais!



Tudo sobre o cabelo curto da Patti


Eeei gente!
Tudo certinho?

Quem me segue nas minhas redes sociais viu que há alguns dias eu fui no salão (eu fui no Retrô Hair, que tem um Explorando São Paulo bem legal da Akemi aqui no blog) e tirei 30 cm de cabelo. Sim, você entendeu certo.



Não vou listar aqui os motivos pelos quais eu decidir fazer essa loucurinha, por motivos de: tem vídeo no canal explicando e mostrando dois produtos que eu estou amando usar nessa fase. Olha só:


Como eu disse no vídeo, tem algumas ONG's que recebem o cabelo para confeccção de perucas para quem tem câncer. Eu me comovi muito com essa causa, principalmente por ter assistido de perto o quanto essa doença é devastadora.

ICESP
Av. Dr. Arnaldo, 251 - Cerqueira César - São Paulo - SP - CEP: 01246-000

O Icesp recebe cabelos para confecção de perucas naturais para as pacientes em tratamento quimioterápico. As doações podem ser entregues pessoalmente ou via Correios. Fale com as Voluntárias pelo telefone (11) 3893-2059. O horário de atendimento é de 7 às 15 horas.

Cabelegria

Para doar o cabelo precisa ter, no mínimo 20cm e não importa se tem química ou é tingido.
– Amarre o cabelo e coloque-o em um saco plástico para que fique mais seguro e protegido. Pedimos também, que esteja completamente seco (o cabelo pode estragar se estiver molhado ou úmido).

Endereço, para envio:
A/C Cabelegria
Caixa Postal – 75207
São Paulo/SP

CEP. 02415-972

Rapunzel Solidária

Para o passo a passo de como doar, no site deles tem todas as informações. É só clicar aqui.

Esses são endereços na cidade de São Paulo, que é onde eu moro. Vale a pena você buscar uma instituição na sua cidade, tem muitas ONG's pelo Brasil que fazem esse trabalho.

É isso! Como eu disse no vídeo, ainda estou aprendendo a lidar com o cabelo curto... Que tal me ajudar nessa missão? :)

Um ótimo final de semana, pessoas lindas! Um beijão!